quarta-feira, 20 de maio de 2009


Que diferença do nosso Carandiru CCZ...

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Prefeitura de São Bernardo do Campo começou há menos de 20 dias um programa de ressocialização de cães bravos. A ideia é facilitar a doação dos animais que estão sob a guarda do CCZ. O programa consiste em restaurar a confiança dos animais nos seres humanos ao mesmo tempo em que os habitua com correias e controles. Os 20 pit bulls e alguns outros cães sem raça definida que passam por esse tratamento saem da cela e passeiam pelo pátio da instituição todos os dias. O processo mistura técnicas de adestramento com terapia anti-stress. Hoje o CCZ abriga 50 animais, entre cães de todas as idades e gatos. Desde o começo do ano até abril foram doados 43 cães e 18 gatos, tanto no próprio Centro como por meio de feiras móveis realizadas em diversos eventos da Prefeitura. O site do órgão possui fotos dos animais disponíveis para adoção, e lista uma série de serviços a que a população pode ter acesso: vacinação contra a raiva para cães e gatos, retirada e recebimento de animais doentes em estado terminal com laudo de veterinário, fiscalização zoosanitária de animais criados inadequadamente, entre outros. Outro ponto a destacar é o bom relacionamento entre o Centro de Controle de Zoonoses e os protetores/ONGs, estando, o Canil de São Bernardo, é aberto para visitas diárias dos protetores interessados, o que deverá ocorrer dentro dos horários de funcionamento do CCZ, e aos sábados em forma eventual. Para organização das visitas e a fim de evitar estresse aos animais, poderão entrar na área dos canis/gatis/baias no máximo três pessoas por vez.Os protetores/ONGs possuem permissão para acesso e colaboração no tratamento de animais eventualmente doentes, respeitando-se a medicina veterinária.

Para adotar gratuitamente um cão ou um gato, o interessado deve levar ao CCZ Rua Dr. Rudge Ramos, 1740 - Rudge Ramos, S.B.C das 8h às 16h30, cópia do RG ou CPF e cópia do comprovante de endereço. Funcionários da instituição orientam sobre os cuidados com o animal e posse responsável. Mais informações pelo telefone 4365-3349.

3 comentários:

Andrea Sassaki disse...

Amore....se todos fossem deste jeito, não é? Aqui na minha cidade, quando um animal entra no centro de zoonoses, nunca mais é visto! Incrível! Uma ótima quinta procês! Beijocas!

lili-gata disse...

Oi...vim conhecer seu blog e adorei. Seus gatinhos são lindos. Fica o c onvite agora para você conhecer o meu blog felino. Lá eu conto todas as minhas loucas aventuras. Lambeijokas.

lili-gata disse...

Respondendo a sua pergunta. Na minha casa somos quatro (eu, Lili, Malu (SRD), Feliciano e Dhórys, persas. E mamãe alimenta os gatinhos da UECE, uma universidade estadual daqui quando vai para seu curso. Mas se mamãe pudesse tia, ela tinha mais gatos em nosso ap. Ela ama os animais e faz tudo que estiver ao alcance dela para ajudar.